Sabia que…

… Em 1971, em Portugal haviam 836.058 pessoas com mais de 65 anos. Em 2012, dois milhões e em 2015 eram 2.122.996.

… Em 1971 a esperança de vida à nascença era de 63 anos para o sexo masculino e de 70 anos para o sexo feminino, com o passar dos anos a esperança de vida aumentou, 77 anos para o sexo masculino e 83 anos para o sexo feminino.

O aumento da esperança média de vida deve-se a variados fatores, como o desenvolvimento das tecnologias e da medicina, o aumento do acesso aos cuidados de saúde, a adoção de um estilo de vida saudável, entre outros.

Contudo, o envelhecimento é um processo biológico e inevitável que ocorre no ser humano. É possível que se observem várias alterações no organismo, como por exemplo:

  • Diminuição da capacidade de aprendizagem
  • Deterioração de certos aspetos da memória, cognição e processamento da informação
  • Declínio da fluência verbal e nomeação, assim como da compreensão
  • Perda de funções em muitos órgãos sensoriais
  • Deterioração progressiva da visão
  • Perda progressiva da capacidade auditiva
  • Aumento do tempo de reação

Com estas alterações surgem algumas problemáticas nas quais o Terapeuta da Fala poderá fazer a diferença:

  • Alterações da comunicação

A memória, a linguagem e o processamento da informação são essenciais para a comunicação com o outro, havendo deterioração das mesmas é essencial promover eficazmente a comunicação, utilizando estratégias facilitadoras para tal: simplificar a informação, dar tempo para responder, não infantilizar, utilizar um ambiente sem ruído, são alguns exemplos. Contudo, o Terapeuta da Fala pode ajudar a preservar as capacidades comunicativas e cognitivas o mais tempo possível.

  • Alterações da deglutição

As alterações da deglutição podem levar à má nutrição, desidratação e também a infeções respiratórias. Caso existam sinais de engasgamento, alterações da voz e tosse durante ou depois das refeições, necessidade de limpar a garganta depois de deglutir, perda de peso, entre outros, são indicadores que algo não está bem, havendo a possibilidade de estarmos perante uma perturbação da deglutiçãodisfagia. O Terapeuta da Fala tem como objetivo promover uma alimentação oral com segurança mantendo os níveis de hidratação e nutrição adequados, utilizando técnicas de reabilitação e de compensação.

  • Alterações da audição

O sistema auditivo é essencial para a comunicação, contudo a perda auditiva nesta população – presbiacusia – tem um efeito negativo na vida social, pois comprometerá a compreensão da fala. Esta dificuldade irá provocar a redução da intensão comunicativa, levando assim ao isolamento, pessimismo, sintomas depressivos, frustração, ansiedade, entre outros. Para colmatar esta dificuldade, com indicação médica, recorre-se à prótese auditiva, mas a adaptação à mesma costuma ser um processo complexo, pois a amplificação do som pode provocar mais confusão ao próprio. O Terapeuta da Fala ajuda a pessoa a tirar o melhor proveito da sua prótese em diferentes contextos.

O Terapeuta da Fala tem como objetivo promover a autonomia, a qualidade de vida e a realização pessoal da pessoa idosa.

Bibliografia

ASHA – http://www.asha.org/slp/clinical/aging/

Barbosa, M. (2013). Alimentação no Ciclo de Vida: Alimentação na pessoa idosa. Associação Portuguesa dos Nutricionistas.

Câmara Municipal de Évora. (s.d.). Documento Técnico: O Processo de Envelhecimento no Sénior”. Divisão Desporto.

Cancela, D. (2007). O Processo de Envelhecimento. www.psicologia.com.pt.

PORTADATA – http://www.pordata.pt/DB/Portugal/Ambiente+de+Consulta/Tabela

Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia – http://sbgg.org.br/espaco-cuidador/o-que-e-geriatria-e-gerontologia/

Veloso, A. (2015). Envelhecimento, Saúde e Satisfação – Efeitos do Envelhecimento Ativo na Qualidade de Vida. Universidade de Coimbra.

Dra. Márcia Filipe – Terapeuta da Fala