Grupos Terapêuticos e Oficinas das emoções

terapia de grupo é uma experiência relacional de grande qualidade desenvolvimental. Trata-se de uma forma de intervenção clínica na qual um grupo de indivíduos, cuidadosamente selecionados, reúne-se regularmente com um propósito terapêutico, sob a orientação de um ou dois terapeutas. É um espaço seguro de crescimento, proporcionando sentimentos de pertença, aceitação e aprovação.

Os grupos terapêuticos utilizam o processo de grupo em toda a sua dimensão: interação, coesão, processo de grupo e mudança. O propósito da intervenção em grupo é promover os pontos fortes e competências dos seus elementos, fornecendo-lhes conhecimentos e capacidades para evitar situações prejudiciais ou problemas de saúde mental. Podendo ocorrer como uma intervenção isolada ou como componente-chave de um programa, os grupos terapêuticos surgem com o intuito de promover a saúde mental infantil e o bem-estar familiar e educativo.

Esta inovadora resposta institucional, pioneira com a população infantil, juvenil e parental no sector privado, é desenvolvida mediante inscrição dos pais/responsáveis e a análise cuidada da indicação clínica dos casos. O suporte e a ligação aos parceiros na comunidade é uma grande mais-valia, mesmo que as sessões possam ser realizadas em instalações próprias ou em estabelecimentos de ensino, IPSS ou outros locais de entidades interessadas que pretendam a implementação deste programa. 

Alegra-nos poder chegar a mais crianças, jovens e famílias simultaneamente, e poder proporcionar experiências relacionais promotoras de saúde, crescimento e bem-estar e trabalhar aspetos que em psicoterapias clássicas, na relação dual, não seriam possíveis.

Responsável:

Dr.ª Ana Veríssimo – Psicóloga Clínica

Mais sobre…

Potencialidades
  1. Promover a saúde mental em crianças e jovens
  2. Intervir sobre dificuldades e perturbações da relação e do comportamento
  3. Desenvolver competências relacionais, comportamentais e emocionais
  4. Aumentar a capacidade de resolução de problemas
  5. Diversificar e aumentar o repertório de comportamentos adequados e de emoções
  6. Melhorar as competências comunicacionais
  7. Melhorar o ajustamento social
Dinamizadores
Dois técnicos da área da saúde mental infantil.
A quem se destina
  • Crianças e adolescentes – dos 3 aos 18 anos

Na infância, a psicoterapia de grupo torna-se uma resposta terapêutica de grande impacto para muitas crianças com sintomatologia psicológica (alterações do comportamento com grandes dificuldades de interação e insucesso escolar) e como alternativa às terapias individuais.

 

  • Adultos – grupos de pais e de famílias

No grupo de famílias pretendemos estabelecer uma aliança terapêutica consistente que permita: o apoio das famílias ao nível das suas competências; a compreensão sobre o funcionamento psicológico dos filhos na tentativa de diminuir as representações negativas que têm dos mesmos e de melhorar a sua relação com eles; partilhar experiências e reflexões, diminuindo o sentimento de solidão face às vivências problemáticas; possibilitar as identificações com outros pais/terapeutas. Por parte dos técnicos implementam-se intervenções de apoio, que facilitem uma “presença empática” entre as famílias.

Metodologia

Sessões semanais com a duração aproximada de 1h30.

Intervenção sob a forma de um programa com atividades lúdico-expressivas, de expressão simbólica, emocional e corporal, com recurso a mediadores terapêuticos construídas, selecionadas pela sua pertinência e ligação aos temas que se consideraram importantes para o desenvolvimento emocional infantil e juvenil em cada período etário.

Na MR Terapias, os grupos podem funcionar de forma aberta, isto é, podem a todo o momento ser recebidos novos elementos, ou fechados, ou seja, existe uma data de início e de termino, dentro das quais não são admitidos novos participantes.

Exemplos de tema
  • Os programas e as respetivas atividades podem ser desenhados à medida da população-alvo e das suas necessidades, bem como do regime de duração, e são desenvolvidas com dois princípios necessários e inerentes à intervenção: flexibilidade e consistência.

    Este programa de intervenção, desenhado por especialistas em saúde mental, visa a promoção da saúde mental na infância em populações normativas e a intervenção terapêutica em situações avaliadas como tendo dificuldades ou patologia mental, e pode ser desenvolvido com crianças, e os seus pais/famílias, ambos em sessões de grupo, de duração variável, sendo a sua eficácia monitorizada através da aplicação de medidas de avaliação psicométrica aplicadas ao longo do programa.

     

    Os seguintes temas são alguns dos trabalhados nos grupos de crianças:

    • O nosso grupo
    • Os outros como eu
    • Eu explorador das emoções
    • Eu e o corpo
    • Eu e a família
    • Eu na escola
    • Eu e as coisas novas
    • Eu e as palavras
    • Viver comigo
    • Eu e as partidas.
Duração
Modalidade intensiva: 1 mês (período de interrupção letiva de Verão)

Modalidade intermédia: 6 meses

Modalidade alargada: 9 meses (ano letivo)

Os nossos trabalhos

Grupos terapêuticos nos media

Artigo - Jornal

Divulgação Científica

grupos terapêuticos
grupos terapêuticos
grupos terapêuticos

Duração da realização: Novembro/21 até Junho/21 – todas as segundas-feiras entre as 17h30 e 19h00

Local: Ginásio dos Bombeiros Voluntários de Sacavém.

INSCRIÇÃO NA 1ª EDIÇÃO

T. 211 622 802 // 911 738 111
geral@mrterapias.pt